Artise - Associação dos Artistas de Sobradinho e Entorno

Partilhe este site...

 

Seja bem-vindo!

 Interrogação

Comentários

Telefones de Emergência 

Polícia Civil 197

Defesa Civil 199

Polícia Militar 190

Polícia Federal 194

Pronto-Socorro 192

Disque-Denúncia 181

Corpo de Bombeiros 193

Delegacias da Mulher 180

Polícia Rodoviária Fed. 191

Polícia Rodoviária Est. 198

Telefones Úteis

Ibama 152

Procon 151

Detran 154

CEB 0800-610196

INSS 0800-780191

Água e Esgoto 115

Vigilância Sanitária 150

Polícia Federal 3311-8000

 


Morre o ator e diretor Claudio Cunha

Claudio_Cunha_00

Morre o ator e diretor Claudio Cunha

Por: Edmar Gomes -  20/04/2015

Analista de Bagé

Ator da peça de LFV morre em Porto Alegre

Cláudio Cunha – o ator que bateu recordes de interpretação com a peça o “Analista de Bagé”, personagem de Luís Fernando Veríssimo - morreu nesta segunda-feira, 20 de abril, em Porto Alegre, onde sofreu um infarto e acabou falecendo por volta das 6h.

A peça o Analista de Bagé se tornou extremamente popular no Brasil sendo reproduzida em tirinhas de quadrinhos em jornais, em álbum da Editora L & PM e Em página inteira na revista Play Boy, em desenhos de Edgar Vasques e do próprio LFV.

Desde 1988, Cunha já aparecia no Guinness Book como o ator que mais tempo interpretou uma personagem e o Analista de Bagé.

o personagem representa um bajeense, psicanalista “freudiano ortodoxo” que, no entanto, usava a técnica do “joelhaço” para resolver os casos mais graves. Quando o paciente trazia um caso muito enrolado e doído, o analista aplicava um joelhaço no local sensível, que doía tanto, que se tornava fácil esquecer a dor anterior.

Uma das últimas apresentações do Analista se deu justamente em Sobradinho, em 08 de maio de 2014, onde Cláudio Cunha mostrou o charme do seu analista, no teatro local, sob o apoio e patrocínio da Artise- Associação dos Artistas de Sobradinho e Entorno. Aqui, o ator paulista interagiu com os artistas locais e elogiou o clima da Cidade Serrana.

Ultimamente, Cunha excursionava pelo Rio Grande do Sul com nova peça, A Casa Caiu, que foi apresentada no sábado (18) em Caxias no Sul e no domingo (19) em Novo Hamburgo.

O velório do ator ocorreu em São Paulo, na terça-feira (21) e o corpo foi sepultado no Cemitério Gethsêmani, no Morumbi. Claudio deixa a esposa e quatro filhos.

Claudio Cunha nasceu em São Paulo em 29 de julho de 1946. Ele também tem participação em filmes e televisão. Atualmente, residia no Rio de Janeiro.

Claudio Cunha ao lado de Carlos Ramos, Pedro Lacerda, Rosemaria, Alex Paz e Regina Fonseca, artistas pertencentes à diretoria da Artise (Associação dos Artistas de Sobradinho e Entorno).